28
Dez
10

Fome

Famintos digladiam

Em filas intermináveis

São apenas saliva

Por pão e sal.

 

Despossuídos espremem-se

Nas montanhas de corpos e braços

Sob toldos e pontes.

 

Desesperados e imersos

Em sua solidão de homem

Lutam por dedos de veludos

Com socos e palavras bonitas.

 

Anúncios
11
Nov
10

-Bálsamo

-Bálsamo

 

Velhos amedrontados

Embalsamados com suas bíblias

Cruzam aos prantos

Suas últimas ruas.

Ao peito carregam terços e superstições

Buscando abrigo

De medos e sonhos engessados.

Repetem palavras amarelas e muitas

Ecos de um tempo já sepultado.



23
Set
10

Aos sonhos

Aos sonhos juntos.

Seus pés retorcem-se

Dóceis, infantis, agitados.

Entre um suspiro e outro-

Embora calados- murmuram

Impacientes e sonolentos

Do seu choro (sempre doce)

Aos seus beijos, ora sangrados.

02
Set
10

-Servil

Infâmia:

Querer-me rei.

Não almejarei grandes fortunas.

Poupo Salomão,

Não lhe furtarei todo ouro.

Outros que pilhem

Matem e traiam

Por um punhado de prata.

Do trono,abdico.

Não degolarei minha parceira,
Nem serei bruto com as companhias.

Se salvo e alegro-os,

Ganho meu dia.

19
Ago
10

#1

Dois adormecem

Só um parte ambos.

Em sua nova cabeça

Não cabe a velha coroa

O tempo devora até o

Mais puro ouro.

11
Jul
10

Sacrifício

Sangue à amada:

Meu peito em oferta tribal.

Suor ao trabalho:

Ao verso e à terra.

Lágrimas pelas coisas

Que agora são e

Em breve já não serão.

13
Jun
10

-Gestos

-Gestos

O mundo acaba e começa

Naquele seu ajeitar de cabelos

Suspensos e suaves atrás das orelhas.

Por isso tudo acaba:

Casa, casamento, União.

Só por aquele sorriso

Promissor de alvoradas.

Por isso começa-se

A compor músicas,

Escrever romances e
Até levantar pesos.

Por aquele relance

Sublime de olhar.

Foi por isso

Que João morreu

Nas mãos de Luis.

Por aquele carinho

Com dedos que fiavam

Amarga inveja nos homens.




Anúncios
Julho 2018
S T Q Q S S D
« Dez    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031